30 de abril de 2016

Resenha | Revista Trasgo - Edição 9

Título: Revista Trasgo – Edição 9
Autores: Paola Siviero, Moacir de Souza Filho, Anderson D. C., Jana P. Bianchi, Michel Peres, Santiago Santos
Ano de publicação: 2016
Baixe gratuitamente

Durante a 9ª Maratona Literária do Me Livrando, que foi no finalzinho de março, li o primeiro conto da 9ª edição (até combinou: 9ª maratona, 9ª edição…) da Revista Trasgo, que passou a ser gratuita (mais detalhes abaixo e no site da revista). Durante todo o mês de abril, li o restante dos contos, e finalmente trago a resenha de todos eles para vocês!

27 de abril de 2016

Conheçam a antologia Portal Fantástico

Essa semana saiu da pré-venda a antologia Portal Fantástico, organizada pela Ju Lund, escritora e blogueira no Portal Ju Lund. E por que estou divulgando? Porque é uma obra nacional, porque tem contos de fantasia. E, claro, porque tem conto meu.

Conheçam a antologia:


Sinopse: Em 2010 nasceu o Portal Ju Lund, mas era apenas um pequeno blog com um exército de uma mulher só. Hoje somos uma fabulosa família, com dezesseis blogueiros unidos pelo amor. Essa antologia nasceu para festejar nosso sexto ano de vida. Lá no início, era no blog mesmo que eu publicava meus contos. E agora, com o apoio de toda a equipe, faremos muitas antologias para estimular a leitura e fomentar a produção nacional. A seguir você atravessará um portal. Ele é fantástico e lhe transportará para mundos totalmente diferentes, onde elfos, bruxas, reis e dragões realmente existem. A cada página, uma surpresa; em cada conto, uma emoção; e a cada sentimento seu... A fantasia ganhará força e vida.
Mil beijokas e ótima leitura.
Ju Lund
--
== SELECIONADOS
– Agnaldo Alves
CONTO – Annelise

– Laís Manfrini
CONTO – O quase retorno da Cidade Perdida

– Marco Borges
CONTO – O Despertar de Fyfiri

– Rubens Conedera
CONTO – Vítimas

– Sherla Maria Silva
CONTO – Talking to the Moon

– Tassi Viebrantz
CONTO – Os Sussurros Afogados Na Escuridão

== CONVIDADOS
* Celly Monteiro
> CONTO – A queda

* Daniel Moraes
> CONTO – Gerge & Artur

* Ju Lund
> CONTO – Vida de Sobrenatural, meus 15

* Patricia Vahl
> CONTO – Um passeio na Floresta

* Suzy Hekamiah
> CONTO – Imaginarius

== PREFÁCIO
* Leon Nunes

O meu conto se chama O Quase Retorno da Cidade Perdida e, como muitos dos contos que escrevo, é ambientado em Myhorr. Tem como protagonista Aytti, uma personagem que nunca apareceu em nenhum dos outros contos que publiquei, mas que fez pequenas participações em alguns dos livros que ainda estou escrevendo, e que terá um livro todinho para si em breve (e quando digo em breve quero dizer que pretendo escrevê-lo ainda esse ano, embora não saiba quando poderei publicar).

Nesse conto, ela tem de cumprir uma tarefa para sua mestra, com quem já não se dá muito bem. Essa tarefa envolve um tipo misterioso de magia e, claro, na verdade era uma armadilha. Não falarei muito mais a fim de instigar a curiosidade de vocês. Se estiverem interessados, podem adquirir o e-book por apenas R$1,99 ou de graça pelo Kindle Unlimited.

Boa leitura!

25 de abril de 2016

Resenha | Ethernia

Título: Ethernia (Legendo of Raython #1)
Autor: Kamila Zöldyek
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 230
Sinopse: Você acredita em destino?
Acredita que duas pessoas que nasceram e cresceram em condições e lugares inversos podem ser destinadas a encontrar e mudar a ordem de todas as coisas?
A história de Raikou e Elektra começa assim. Ela, princesa entediada. Ele, escrivão do imperador inimigo. Duas vidas que corriam em direções opostas e aparentemente intangíveis.
Elektra resolveu sumir de Raython depois de uma das comuns brigas com seu pai, porém não imaginou que cairia no território de Ethernia, império que está em guerra contra o seu há séculos. Muito menos imaginou que encontraria Raikou, o insolente de olhos azuis, que se dispôs a ajudá-la, por motivos que ela queria descobrir.
Seu encontro foi apenas o começo dos fatos que mais tarde foram cantados sob o nome de “A lenda de Raython”, ou Legend of Raython na língua local, e Ethernia é o primeiro volume de sua narrativa.
Pronto para começar a acreditar em destino?

20 de abril de 2016

Diário de Escrita #9 | Abril: semanas 1 e 2

Um pouco atrasada, venho compartilhar com vocês o meu desempenho nas duas primeiras semanas de abril (do dia 1 ao 16) nesta edição do Camp NaNoWriMo. O livro em que estou trabalhando se chama A Cidade do Futuro (confiram mais detalhes aqui).


Já adianto que meu desempenho não foi tão bom quanto eu esperava. Como eu aprendi nas edições anteriores que um livro que eu planeje dificilmente fica com menos de cem mil palavras, eu já não tinha ilusões de terminá-lo em apenas um mês. Mas queria adiantar as primeiras 50 mil palavras, que não foi o que aconteceu. Estou com 2 capítulos concluídos e outro pela metade. Menos de dois.

18 de abril de 2016

Resenha | O Protegido

Título: O Protegido (Ciclo das Trevas #1)
Autor: Peter V. Brett
Ano de publicação: 2015
Editora: Darkside
Número de páginas: 514
Sinopse: Ao cair da noite, eles surgem por todos os lados, famintos por carne humana, demônios de areia, de vento e até de pedra, conhecidos como terraítas. Depois de séculos, a humanidade definhou e se tornou refém da escuridão. Arlen, Leesha e Rojer, jovens sobreviventes, atrevem-se a lutar e encarar as trevas. O jovem Arlen recebe os ensinamentos de um mensageiro e descobre que o medo, mais que os demônios, é o mal a ser combatido. Leesha tem a vida destruída por uma simples mentira e se torna ajudante de uma velha e misteriosa ervanária. E o destino de Rojer muda para sempre quando um menestrel chega à sua vila com uma rabeca. Juntos, eles podem oferecer ao mundo uma última, e fugaz, chance de sobrevivência.
O impressionante universo criado por Peter V. Brett — que, assim como muitos de nós, foi educado com uma rígida dieta de romances fantásticos, HQs e Dungeons & Dragons — cativa e emociona o leitor, nos tornando parceiros e reféns de seu mundo e personagens. Peter constrói uma bela metáfora sobre o medo e como precisamos confrontá-lo todos os dias.

12 de abril de 2016

Resenha | Os Verdadeiros Gigantes

Título: Os Verdadeiros Gigantes
Autor: Charles William Krüger
Ano de publicação: 2015
Editora: Catavento
Número de páginas: 152
Sinopse: Rodan é um anão, uma raça forjada pelas cicatrizes das guerras do passado. A sombra de uma nova ameaça surge, prometendo trazer uma era de terror e desespero para o reino de Darakar, mas Rodan não se importa. Ele tem uma missão.
Guiado pelas aparições em sonho de seu falecido pai, ele inicia uma jornada rumo a uma vingança improvável. Sem entendê-lo, seus amigos Garren e Drunnan partem tentando impedi-lo. Ironicamente, os destinos de Rodan e do seu povo são interligados por uma força sobrenatural, obrigando os anões a mostrarem sua coragem contra hordas de orcs e gigantes.
Quando a ameaça se mostrar mais poderosa do que se imaginava, o povo anão mostrará onde reside a verdadeira força.
Mostrará quem são os mais valentes.
Mostrará quem são os Verdadeiros Gigantes.

7 de abril de 2016

Conto | O Desejo da Semideusa

Título: O Desejo da Semideusa
Data de publicação: 16/03/2016
Gênero: Fantasia
Tipo de história: Conto
Sinopse: Há muitos anos um demônio ronda a mansão dos Iallonar, e diversas gerações da família sucumbiram a ele, de uma maneira ou de outra. A última vítima do demônio foi a mãe de Syanne, que teve uma morte sangrenta, e a moça agora sabe que será a próxima.



Leia o conto



Sobre

O Desejo da Semideusa é um conto ambientado em um mundo que não pertence ao multiverso em que se passam outras histórias (como A Festa Eterna ou A Prisioneira, ou ainda As Joias do Caos e A Cidade do Futuro). Pertence ao universo de uma história que ainda está em processo de idealização e a qual chamo de A Batalha Contra os Deuses.

Neste universo, os deuses realmente existem como entidades poderosas e criadoras do universo, ao contrário do Multiverso, em que muitas vezes os deuses são idealizações dos religiosos e seus seguidores ou espíritos comuns que alegam divindade. Também quis dar uma renovada no conceito de semideuses e demônios, como vocês poderão conferir na leitura deste conto.

Como este é um projeto que pretendo escrever depois de finalizar O Segredo de Todos os Mundos (só tenho ideias gerais sobre personagens e alguns acontecimentos, afinal), não pretendo publicar tão cedo outras histórias de A Batalha Contra os Deuses, então aproveitem O Desejo da Semideusa.

Os dedos frios de Iantha repousaram sobre os seus, e ela ergueu a cabeça para a amiga. Contemplou seus olhos, captando algumas das infinitas cores que se revezavam para formar o mosaico hipnotizante que eram suas íris. Ela era seu único porto seguro, agora que sua mãe havia finalmente sucumbido à maldição que por anos assombrava sua família.

6 de abril de 2016

Resenhando contos #7 | Contos lidos na 9ª Maratona Literária MeL

Durante o feriado da páscoa, aconteceu a 9ª edição da Maratona Literária do Me Livrando. O tema foi livre e eu pretendia ler alguns dos muitos contos que acumulo devido às promoções gratuitas da Amazon, mas não fui tão produtiva quanto esperava.

Entretanto, gostei do pouco que li: o conto Cidadão Zero, da Gabrielle Erudessa, alguns capítulos de Verdadeiros Gigantes e um conto da 9ª edição da Revista Trasgo, Sobre o Ar e o Fogo, da Paola Siviero. A resenha de Verdadeiros Gigantes sairá em breve, assim como a de Sobre o Ar e o Fogo, assim que eu terminar a leitura dos outros contos da revista, para postar sobre todos juntos.

Então hoje trago as resenhas de Cidadão Zero e de Aquarela de Sangue, do Renan Santos, que ganhei no sorteio final da maratona.

Título: Cidadão Zero (Cães de Caça #1)
Autor: Gabrielle Erudessa
Ano de publicação: 2015
Número de páginas: 32
Sinopse: Me chamam na galáxia de Chapeuzinho Vermelho. Meu nome real não interessa.
Interessa que alguém matou Capuz Amarelo, a neta do líder no tráfico de armas, drogas e pessoas da galáxia, Lenhador.
O idiota que fez isso tem, provavelmente, a maior quantidade de grana sendo oferecida por sua cabeça que qualquer Caçador de Recompensas que se preze já viu ou ouviu falar.
E essa grana toda vai ser minha. Não estou na lista de "Caçadores de Recompensas Mais Temidos de Floresta Negra" à toa.

4 de abril de 2016

Resenha | Kaelium: A Herdeira

Título: A Herdeira (Kaelium #1)
Autor: Tatiane Durães
Ano de publicação: 2015
Editora: Independente
Número de páginas: 263
Sinopse: Kaelium aparentemente é um mundo pacífico, mas por baixo da diplomacia existe uma sede de poder muito grande. Por esse motivo a herdeira do trono de Zefir foi sequestrada quando com meses de vida e enviada ao espaço para morrer, mas o destino decidiu diferente e sua pequena nave foi parar em um mundo novo, o planeta Terra.
Samantha, como passou a ser chamada, encontrou uma família, cresceu em um lar com amor e carinho, mas sem conhecer sua verdadeira origem.
Prestes a completar dezoito anos a cidadezinha onde vive com os pais é atacada por uma estranha nave. A vida de Samantha vira de ponta cabeça. Ela descobre que não é humana e não é filha dos seus pais.
Agora ela precisa fugir para sobreviver. Aprender a usar seus dons e descobrir quem realmente ela é.

3 de abril de 2016

Eu e as #MulheresdaLiteratura - Parte 3

Já estamos em abril, mas como o que vale é a intenção (e, claro, recomendar livros), trago para vocês a última parte do desafio Eu e as #MulheresdaLiteratura, promovido pelo blog Queria Estar Lendo.

Confira também:

Dia #19: Um livro com uma heroína que as meninas deveriam conhecer desde novas



Aqui eu recomendo A Bússola de Ouro com sua protagonista Lyra Belacqua (e os outros livros da trilogia também). Li a trilogia faz bastante tempo e lembro que na época gostei bastante. Além de ter uma protagonista feminina, a série tem também diversos elementos interessantes, como universos paralelos (e por isso influenciou um pouco minhas próprias histórias), feiticeiras, anjos e até críticas à religião. E tem o que provavelmente é o mais importante para os leitores mais novos: muita aventura e um enredo cheio de surpresas.

1 de abril de 2016

Novo Projeto: A Cidade do Futuro

Alguns de vocês talvez se lembrem de que tentei participar de várias edições do NaNoWriMo, como a de novembro de 2014 e a de julho de 2015. Também tentei a de novembro do ano passado, mas aquele foi um mês tão conturbado que sequer tive tempo de postar sobre o projeto em que tentei trabalhar.

Leia também:

Mas abril chegou e, com ele, mais uma edição do Camp NaNoWriMo, e aqui estou eu, fazendo mais uma tentativa. Quem sabe dessa vez vai?


Bem, finalizei o planejamento antes do início do mês (algo que não aconteceu nas outras edições), então minhas chances são um pouco maiores. Além disso, minha meta dessa vez não é finalizar um livro, mas escrever suas primeiras 50 mil palavras. Meu erro nas edições anteriores foi exatamente este: acreditar que minhas tramas cheias de subtramas e com 477 personagens podem ser desenvolvidas satisfatoriamente em 50 mil palavras e escritas em um mês.