27 de julho de 2016

Conto | Tique-taque

Título: Tique-taque
Data de publicação: 24/07/2016
Gênero: Fantasia
Tipo de história: Conto
Sinopse: Loranna estava atrás de mais uma aventura, e que coisa melhor que enfrentar o metamorfo mais poderoso do mundo no Palácio das Ilusões  de onde ninguém nunca saíra vivo? Obviamente que Loranna seria a primeira a deixar aquele local ilesa  afinal, não seria Loranna se não o fizesse. Mas o que ela não esperava era ter de enfrentar muito mais do que um metamorfo e alguns truques mentais, pois o chamado Palácio das Ilusões esconde segredos muito maiores.





Leia o conto



Se pedissem a Loranna uma descrição fiel do Palácio das Ilusões, ela nem saberia por onde começar. Tudo ali parecia fluir, formando padrões intrincados que perduravam por alguns míseros instantes para logo se desfazerem e se encaixarem em um novo padrão, que nunca era igual ao anterior. Arcos, portas, colunas, janelas e varandas se intercalavam diante de seus olhos, ora brancas e grandiosas, ora douradas e opulentas, ora simples e aconchegantes. Mutável, era como ela o descreveria, se lhe pedissem uma única palavra sobre ele…
***
Celes repousou a caneca sobre a mesa, e o baque do vidro sobre a madeira cortou o fluxo de palavras da elfa.
— Não acredito nisso. Palácios não podem mudar de forma, nem de lugar. Você é boa com as palavras, Loranna, mas está mentindo.

Sobre

Tique-taque é mais um conto ambientado no continente chamado Yallarendi, mas enquanto Não-heroína é contado sob o ponto de vista de uma humana, em Tique-taque acompanhamos a elfa aventureira Loranna, que já apareceu em O Contador de Histórias.

Não vou falar muito sobre o universo ou sobre Loranna; a ideia é que os leitores possam apreciá-los enquanto leem estes contos ou os próximos que pretendo publicar. Só vou dizer que é uma história que envolve aventura, criaturas fantásticas (além, é claro, da já citada elfa), viagem no tempo e, é claro, objetos mágicos (afinal, o conto está participando do atual concurso FantasiaBR no Wattpad, que tem justamente esse tema).

Como em Não-heroína, decidi testar uma técnica diferente, que pode ser um tanto arriscada em termos de ritmo e enredo — vou esperar o feedback de vocês para saber se acertei!


Processo de escrita

A ideia para Tique-taque me surgiu, como acontece com muitas de minhas ideias, durante o banho. Por isso, assim que saí do chuveiro sentei na frente do computador e comecei a escrever. Deixei as palavras fluírem, sem planejamento mesmo, e acrescentei 1193 palavras a um trecho que eu tinha escrito há algum tempo para um desafio. Quando escrevi esse trecho, minha ideia para o conto era bem diferente, mas gostei bastante do novo rumo que ele acabou tomando.

No dia seguinte (na verdade, o mesmo dia, já que tinha passado da meia-noite quando comecei a escrever), durante o final da tarde, retomei a escrita. Trabalhei durante mais ou menos uma hora e escrevi mais 985 palavras, além de mexer um pouco no que tinha escrito durante a madrugada. A primeira versão de Tique-taque ficou, então, com 2477 (e diminuiu para 2470 depois da revisão, que fiz uma semana depois, no dia 24).

Abaixo vocês podem conferir um trecho do conto que postei para a #escritadodia:


25 de julho de 2016

Feliz dia do escritor + presente

Mais um ano passou, e mais uma vez estamos em 25 de julho, também conhecido como o dia do escritor (também conhecido como procrastinador). O dia daquele que quase sempre se senta diante do computador após chegar da faculdade ou do trabalho para mais um turno. Daquele que usa tudo o que os outros dizem ou fazem em uma história. Daquele que ama, acima de tudo, contar histórias e fazê-las tomar vida em uma tela ou em um pedaço de papel.

Eu sou um escritor. Tudo o que você disser ou fizer poderá ser usado em uma história.

Ser escritor não é fácil, ao contrário do que muitos pensam. Envolve espremer alguns minutos de um dia cheio para se dedicar a contar histórias. Envolve fazer pesquisas e ter disciplina para evitar a procrastinação. Envolve enfrentar o bloqueio criativo, a página em branco e o cursor piscando para você (leia-se: rindo da sua cara). Envolve revisar e revisar e revisar. E, no caso de escritores independentes, envolve trabalhar em todo o processo de publicação, desde a contratação de profissionais como capistas e revisores até a divulgação. Não que eu esteja dizendo que publicar por meios tradicionais é fácil; mas é aí que eu quero chegar: só pode ser amor verdadeiro!

18 de julho de 2016

Resenha | Herdeira do Fogo

Título: Herdeira do Fogo (Trono de Vidro #3)
Autor: Sarah J. Maas
Ano de publicação: 2015
Editora: Galera Record
Número de páginas: 518
Sinopse: Celaena ressurge das cinzas ainda mais forte e letal. E parte em uma jornada em busca de uma obscura verdade: uma informação sobre sua herança e seus antepassados que pode mudar sua vida e o futuro de dois reinos para sempre. Enquanto isso, forças sinistras começam a despontar no horizonte e têm planos malignos para dominar o seu mundo. Agora, depende de Celaena encontrar coragem para enfrentar tais perigos, além de seus próprios demônios, e fazer a escolha mais difícil da sua vida.

11 de julho de 2016

Resenha | Sombras

Título: Sombras
Autor: Jana P. Bianchi
Ano de publicação: 2016
Editora: Independente
Número de páginas: 40
Sinopse: Um lobisomem pressente quando vai morrer. Esta é a história de Domenico Trovatelli, o lobisomem mais velho do mundo. Enquanto se prepara para sua última transformação em um convento no interior de Minas Gerais, Nico conta sua história. Uma história de espada e magia, sangue e flores, lealdade e amor.

8 de julho de 2016

Recebi o meu primeiro Pacotão Literário

Muitos já devem ter ouvido falar de uma nova iniciativa que visa valorizar e divulgar a literatura fantástica nacional independente: o Pacotão Literário (inclusive já falei dele neste post recheado de várias ótimas novidades).


O Pacotão Literário está em sua primeira edição e o tema é livros de membros do Clube de Autores de Fantasia. Inclusive já tinha praticamente todos os e-books (na verdade, só não tinha o conto Um horizonte de vermelho e corvos, de Bruno Magno Alves), e dentre estes, já li vários. Porém, por causa do conto que eu não tinha, e porque eu estava curiosa para saber como era a experiência de adquirir um Pacotão Literário (e porque eu sou a louca que não para de comprar livros, mesmo tendo outros 4839208420598 ainda não lidos), eu decidi adquirir essa primeira edição.

4 de julho de 2016

Resenha | Recall

Título: Recall (Brasil Cyberpunk 2115 #2)
Autor: Rodrigo Assis Mesquita
Ano de publicação: 2016
Editora: Independente
Número de páginas: 135
Sinopse: As pessoas recebem um chip de identidade ao nascer.
Em 2115, uma corporação lança androides indistinguíveis de humanos. O Governo contra-ataca e adota um recall para monitorar os cidadãos. "Sem chip, sem direitos".
Hel, em dúvida da sua humanidade, envolve-se em uma conspiração que pode resultar na mudança de política ou na própria morte.

2 de julho de 2016

6 novidades literárias que você não pode deixar de conferir

Este mês está cheio de novidades literárias (interessantes tanto para quem é escritor quanto para quem é leitor), e como muitas dizem respeito à fantasia e à literatura nacional, decidi divulgá-las por aqui. Preparem suas carteiras!

Segundo Encontro Literário Virtual do Me Livrando



Participei do primeiro e, como todos os eventos literários virtuais de que participei, gostei muito. Houve muita interação entre os leitores e escritores e muitos prêmios (ganhei marcadores, ilustrações e outros mimos da Carolina Defanti, autora de A Irmandade de Copra). E quem perdeu não precisa ficar triste, porque o segundo encontro vem aí! Os escritores que vão participar ainda não foram revelados, e nem a data ainda é exata (por enquanto está marcado para o dia 15 de outubro), mas você já pode confirmar presença e ficar por dentro das novidades.

Conheça e acompanhe o Me Livrando: blog | página no Facebook | grupo no Facebook

1 de julho de 2016

Aniversário de 3 anos do SI&F + Sorteio!

É isso aí, pessoal: mais um ano passou, e o Sonhos, Imaginação & Fantasia chega ao seu terceiro aniversário! Sim, são três anos desde que o blog foi inaugurado em 2013, com o nome Contos de Mistério… e o intuito de divulgar meus contos e outras coisas que eu escrevia.