21 de dezembro de 2016

Projetos e metas para 2017

2016 está (para o alívio de muitos) chegando ao fim — o que significa que é hora de propor metas e projetos a serem realizados em 2017 (a famosa lista de ano novo que quase ninguém cumpre), embora nada mágico vá acontecer entre 23h59min de 31 de dezembro e 0h01min de 1º de janeiro. Mas muitas pessoas do meu facebook estão, esse ano, fazendo listas um pouco diferentes: a lista de projetos (especialmente de escrita) que pretendem realizar no ano que está chegando.


Eu sou o tipo de pessoa que, quando vê esse tipo de lista, imediatamente lembra de fechar o Facebook e fazer qualquer coisa que não seja procrastinar, então fica aqui o meu agradecimento aos meus amigos e colegas escritores por esse empurrãozinho!

E, sem mais delongas, apresento a vocês minha lista de projetos e metas para 2017!

12 de dezembro de 2016

Resenha | Vivian contra o Apocalipse

Título: Vivian contra o Apocalipse (Vivian Apple #1)
Autor: Katie Coyle
Ano de publicação: 2015
Editora: Agir Now
Número de páginas: 288
Compre Vivian contra o apocalipse
Sinopse: Vivian Apple tem 17 anos e mal pode esperar pelo fatídico “Arrebatamento” — ou melhor, mal pode esperar para que ele não aconteça. Seus devotos pais foram escravizados pela Igreja faz tempo demais, e ela está ansiosa para que voltem ao normal. O problema é que, quando Vivian chega em casa no dia seguinte ao suposto Arrebatamento, seus pais sumiram e tudo o que restou foram dois buracos no teto…
Vivian está determinada a seguir vivendo normalmente, mas quando começa a suspeitar que seus pais ainda podem estar vivos, ela percebe que precisa descobrir a verdade. Junto com Harp, sua melhor amiga, Peter, um garoto misterioso que tem os olhos mais azuis do mundo e informações sobre o verdadeiro paradeiros dos seguidores da Igreja (ou é o que ele diz), e Edie, uma Crente que foi “deixada para trás”, os quatro embarcam em uma road trip pelos Estados Unidos. Mas, depois de atravessar quilômetros de eventos climáticos bizarros, gangues de Crentes vingativos e um estranho grupo de adolescentes auto-intitulados os “Novos Órfãos”, Viv logo vai perceber que o Arrebatamento foi só o começo.
Katie Coyle, vencedora do Young Writers Prize do jornal The Guardian em 2012, imagina uma realidade infelizmente muito próxima da nossa, em que capitalismo, política, entretenimento e religião se combinam para criar uma cultura de intolerância que não acaba com o Arrebatamento. Com reviravoltas surpreendentes, um humor mordaz típico da geração Y e personagens femininas que não devem nada a ícones como Buffy e Rory Gilmore, Vivian contra o apocalipse é uma estreia arrebatadora que vai fazer você questionar até onde iria pela verdade.

5 de dezembro de 2016

Resenha | O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares

Título: O Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares (volume 1)
Autor: Ransom Riggs
Ano de publicação: 2015
Editora: Leya
Número de páginas: 335
Compre O Orfanato da Srta. Peregrine Para Crianças Peculiares
Sinopse: Tudo está à espera para ser descoberto em "O orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares", um romance que tenta misturar ficção e fotografia. A história começa com uma tragédia familiar que lança Jacob, um rapaz de 16 anos, em uma jornada até uma ilha remota na costa do País de Gales, onde descobre as ruínas do Orfanato da Srta. Peregrine para Crianças Peculiares. Enquanto Jacob explora os quartos e corredores abandonados, fica claro que as crianças do orfanato são muito mais do que simplesmente peculiares. Elas podem ter sido perigosas e confinadas na ilha deserta por um bom motivo. E, de algum modo - por mais impossível que possa parecer - ainda podem estar vivas.

3 de dezembro de 2016

Diário de Escrita #13 | NaNoWriMo 2016 - 4ª semana de novembro

E novembro finalmente terminou! Trinta dias bem intensos, mas, também, divertidos (ao menos me diverti escrevendo Interligado, o que foi bem importante para mim).


Confira também:

E, pela primeira vez desde que participo do NaNoWriMo (seja da edição de novembro ou das edições de abril e julho), eu ganhei. Consegui cumprir as metas diárias na maioria dos dias, e consegui compensar a meta dos dias em que não a alcancei ou sequer escrevi. Em resumo, consegui escrever cinquenta mil palavras em novembro! EU VENCI!